Trabalho na guia

O salto na guia

O trabalho do cavalo na guia, uma boa alternativa para treinamento de salto Além de proporcionar um verdadeiro treinamento, o trabalho na guia é uma boa oportunidade para observar o movimento do seu cavalo. O trabalho na guia é reconhecido para ser a base do aprendizagem para o cavalo. Pois, antes de colocar a sela pela primeira vez, o jovem cavalo começa pelo trabalho na guia. O cavalo aprende a obedecer ao gesto e a voz do cavaleiro, e a confiar cada vez mais em você. Não deixa este trabalho para o seu treinador fazer quando tiver o tempo, pois este exercício reforçará sua relação com seu cavalo. Melhorando consideravelmente a comunicação entre vocês dois, o conjunto verá mais facilidade na hora do trabalho montado. Após algumas sessões de trabalho na guia, o cavaleiro poderá estabelecer...

O exercício do famoso cavaleiro e adestrador Jean d’Orgeix

O famoso cavaleiro e adestrador Jean d’Orgeix, com a eguá Penny, filha do campeão do mundo de salto Zandor 2. Repara: o cavalo aprende a parar antes, e depois do salto, para garantir um perfeito controle entre os obstáculos, e sobre tudo o equilíbrio. O equilíbrio é uma noção muito importante tanto para o salto quando o adestramento, montado. Isto ensina ao potro a respeitar as ordens do adestrador, e tira toda forma de aceleração na frente do obstáculo: respeitar o obstáculo e se reequilibrar apos o obstáculo. Montado, nos pediremos este equilíbrio apos cada obstaculo, porém sem parar. Graça ao exercício, o cavalo já terá assimilado esta noção e automaticamente voltara em equilíbrio apos e antes do obstáculo. Este exercício permite também de fazer que o cavalo levanta a espada e pre...

Os equipamentos para o trabalho na guia: o material básico

Cabresto, cabeçada, ou cabeção? Podemos muito bem trabalhar com cada um deles. Porém, cada um tem umas especificações. – O Cabresto O cabresto tem a vantagem de não ter ação na boca do cavalo. Pode ser usado com cavalos calmes e já bem habituados no trabalho na guia, pois se não for o caso o cavalo pode puxar bastante e não respeitar os comandes. A guia pode ser ligada ao anel de baixo da cabeça, não precisando de trocar de lugar quando trocar de mão. Pode ser ligada também no anel lateral, facilitando a encurvação. – O cabeção ou serrilhão O cabeção é o meio termo entre cabresto e cabeçada. Ele foi criado especialmente para o trabalho na guia. Não tem embocadura, mas proporciona um maior controle do cavalo, tendo portanto mais conforto do que com cabeçada. A guia se liga no an...

Lost Password

Register